Casais angolanos que anunciaram separação neste ano e alguns durante a quarentena


Casais angolanos que anunciaram separação neste ano e alguns durante a quarentena

O Ano de 2020 não está a ser fácil para ninguém. ⁣Há quem diga que o período de quarentena, decretado para a contenção do avanço da Covid-19, tem posto à prova o relacionamento de muitos casais, anônimos e famosos.⁣

Confira alguns casais que anunciaram a separação neste ano e alguns que anunciaram durante a quarentena:⁣

1- Pai Diesel e Érica

Pai Diesel e Érica

O artista revelou que por situações familiares cada um se encontra no seu canto.

O que provavelmente é do desconhecimento do público é que, Pai Diesel e a mulher estão separados há mais de 9 meses, e os reais motivos não são conhecidos, mas o artista descartou que em causa esteja traição.

Mediante várias especulações Pai Diesel pede respeito à privacidade porque os últimos acontecimentos têm causado problemas de saúde sérios à sua antiga parceira!

2- Cabo Snoop e Lisandra

Cabo Snoop e Lisandra

O cantor Cabo Snoop e a modelo Lisandra Francisco o casal que era conhecido como casal maravilha, infelizmente tudo indica que estão separados e já um bom tempo, os mesmo nunca sairam ao publico para confirmar o fim do casamento mas para bons entendedores, meio gesto basta.

Lisandra e Cabo Snoop que eram donos das redes sociais, postavam e repostavam as imagens um do outro, mas já a um bom tempo as duas celebridades Angolanas pararam de postar fotos um do outro e apagaram as antigas fotos.

Nas saidas com os filhos, se Cabo vai Lisandra não vai e os dois tentam esconder isto das midias já um bom tempo.

No programa Zap News quando Cabo Snoop lá esteve, não falou nada disto mas para os mais antentos notaram que o musico “Cabo Snoop” não usou a aliança.

Depois de algumas semanas, Lisandra Francisco também esteve no programa Zap News e também não viu-se aliança no seu dedo.

3- Ary e Ff

Ary e Ff

Durante um live no Instagram na sexta-feia (15), o musico e apresentador Hady Lima, confirmou a separação de Ary e Francisco Fernandes, também conhecido como FF e afirmou que o termino foi “de forma amigável”.

Algo que muitos acreditam já ter acontecido algum tempo atrás, confirmou o Hady Lima na rubrica da Platinaline no Instagram, exibido nesta sexta-feira.

Porém, após a separação, a diva Ary tem focado toda a atenção na carreira, mas também desfrutado do seu tempo livre com o filho e a família.

A oficialização da separação do casal chega numa altura em que era recorrente a especulação sobre o mau estado da relação. O casal vinha demonstrando sinais de algum distanciamento, e era notório devido a ausência de fotos e menções de FF pela cantora nas redes sociais.

Para os fãs do casal, é incontestavelmente um momento triste.

4- Yola Araújo e Bass

Yola Araújo e Bass

Sem avançar mais pormenores disse que "sim que estão separados" e neste momento sente-se desconfotável falar mais sobre o assunto. Ao longo destes últimos anos os cantores (Bass e Yola) abraçaram um projecto musical, denominado, YoBass que resultou na produção de um disco, com 12 músicas e teve a participação de Ary, Landrick e dos Moikanos.

Yola Araújo nasceu a 13 de Junho de 1978, na Lunda-Sul. Começou a dar os primeiros passos na música há mais de duas décadas, fazendo coros e hoje é das vozes femininas mais respeitadas no país. A vontade de cantar veio da juventude.


quando se habituou a ouvir cantoras e a ver os espectáculos. Conheceu pessoas e projectos e, em 1999, juntamente com Margareth do Rosário e Djamila D’elves, arrancou com o grupo musical Melomanias. Dos nomes mais sonantes da música angolana,possui diversos temas de sucesso, como “Quadradinha”, “Não é justo não”, “Te Amo”, “Página Virada”, “Bip Bip” e “Nakuzanga”.

Tem no mercado os discos “Sensual” (2001), “Um Pouco Diferente” (2005), “Diferente mais um pouco” (2007), “Em nome do amor” (2010) e “A fada do amor” (2014), além de participações nos discos “Team de Sonho” Volumes I, II e III. Bass é natural da Lunda-Norte, tendo iniciado a carreira nos anos 1990, na cidade do Lubango, como produtor. Estreou-se, em 2018, com o disco “Recados”, com 12 temas, de kizomba e r&b e conseguiu promover as músicas na Europa, alcançando o sucesso com o single “Sem Norte”. Esteve entre os nomeados para o Top dos Mais Queridos, da Rádio Nacional de Angola, em 2016, ano no qual venceu o Prémio de “Artista Revelação”, no Angola Music Awards.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem